quarta-feira, 27 de abril de 2011

Seculte ajusta programação para comemorar o Dia Mundial do Trabalho em Aurora



Começa neste sábado (30) prosseguindo por todo o dia de domingo (01/5), na cidade de Aurora, na região do cariri, as comemorações alusivas ao dia mundial do trabalho.

Para tanto, a administração municipal “O Povo Construindo o Novo”, tendo como gestor - Adailton Macedo, através da sua Secretaria de Cultura Turismo e Desporto (Seculte), a frente o Secretário José Cícero juntamente com toda sua equipe de trabalho, tomam as últimas providências no sentido de que os festejos dedicados a data supracitada ocorram dentro de um absoluto clima organizacional e estrutural, haja vista que o chefe do executivo aurorense vem oferecendo todo um suporte capaz de respaldar em todos os seus aspectos, a festa do dia do trabalho em Aurora.

Todavia, espera-se a participação maciça da população aurorense, uma vez que a exitosa programação atende o anseio de toda municipalidade aurorense.

Confira a programação para Sábado (30/4) e Domingo (01/5)

PROGRAMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ESPORTIVA - COMEMORATIVA AO DIA 1º DE MAIO

Sábado: 30 de Abril; inicio do Torneio de Futsal (Categorias Adulto e Veteranos)

A noite: Festa popular na praça Santos Dumont (Bairro Araçá) com as bandas Garotos Bacanas, Forró Xoteado e Caninana do Forró

Domingo: 1º de Maio.

05:00 – Alvorada

08:00 h - Encerramento do Torneio de FUTSAL(Todas as categorias), Na quadra Poliesportiva 08:30 h - Abertura da 2ª edição da Exposição “Aurora Iconográfica”; Local: Pedra da Estação Ferroviária;

09:00h – Exposição de Artesanato e Produtos da Agricultura Familiar; Local: Praça da Estação.

09:00 h - Verificação de Glicemia e Aferição de Pressão e Massa Corporal; Orientação e panfletagem sobre o combate a Dengue; Local: Praça Padre Cícero

Durante toda a manhã: Amostra de Peças de artesanato produzidas pelos participantes dos Cursos e Programas desenvolvidos pela Sec. de Ação Social; Além de apresentações culturais pelos alunos do PETI e Projovem Adolescente; Local: Praça da Estação.

10:00 h – Apresentação das Crianças das escolas da sede; Show infantil com Palhaço, Pula-pula; Local: praça da estação.

10:30 h - Apresentações de Violeiros (Talentos da terra); Local: Praça da estação.

Durante toda a manhã – Show de Forró raiz: pé-de-serra – Trio Forró Pesado.


segunda-feira, 25 de abril de 2011

SEMANA SANTA: Cristo de Areia - a volta de uma antiga tradição aurorense







Imagens do artista CIZIN e do Sec. de Cultura JC no local onde foi esculpido o "Cristo de areia"

Um grato retorno a uma das mais antigas tradições da semana santa em Aurora. Trata-se da construção artística de Jesus Cristo martirizado na cruz, numa escultura gigante deitada no chão do bairro Araçá, feito de areia uma bonita obra do escultor Cizin d’Aurora. Um trabalho sacro e também profano, na medida que de certa forma estigmatiza outros 'fazeres' e acontecimentos do cotidiano social do povo. A ação foi realizada do mesmo modo como e se fazia há cerca de 50 anos atrás pelos conhecidos escultores filhos da terra, os irmãos simplícios.
Tal simbologia teve início ainda nos primórdios dos anos 70, através do agora renomado escultor aurorense Nego Simplício, atualmente radicado em Nova Friburgo no estado do Rio de Janeiro, disse o secretário de cultura do município José Cícero.
“Por esta e muitas outras iniciativas genuínas de arte popular é que mostramos para o Ceará e o mundo que o nosso município se constitui como um grande e rico celeiro de artistas, notadamente no ofício da escultura”, finalizou.
A última vez que a iniciativa foi feita em Aurora, data do ano de 1989 conforme informação do próprio escultor Cícero Simplício, mais conhecido no mundo da arte, pela alcunha de CIZIN – que de quebra é irmão do Nego.
Nesta quinta-feira santa Cizin, sob os auspícios da Secretaria de Cultura local, resolveu reviver mais esta antiga tradição da arte religiosa aurorense.
Desta feita, a escultura do Cristo em areia, foi criada no campinho da estação ferroviária bem ao lado da velha caixa d’água da Reffsa. A beleza do trabalho é tanta que conseguido chamar a atenção de muitos moradores do bairro, por sinal o mais populoso da cidade, bem como da população residente no centro da cidade e adjacências.
“É uma obra de arte muito bem feita e que para nós aurorenses é um sinal de orgulho, pois temos artistas com grande capacidade de fazer coisas interessantes como esta que a gente está vendo, Jesus Cristo estendido todo feito de areia e barro como o próprio homem foi criado um dia por Deus”, disse o Sr. Francisco Santana, morador do Araçá.
Durante todo o dia, o local onde a escultura foi edificada virou atração. Um ponto de muitas visitações, principalmente por crianças e a comunidade católica de Aurora.
O artista – Cizin – autor da escultura passou o tempo todo recepcionando os visitantes, inclusive, dando detalhes e outras informações acerca da sua criação, que conforme ele, este ano, é uma homenagem às crianças que foram recentemente massacradas numa escola de Realengo no Rio de Janeiro.
O escultor, ao lado do secretario de Cultura também prestara entrevista para o Blog da Aurora e para site oficial do município. A previsão é de que o trabalho do Cristo de areia permaneça franqueado à visitação pública até a sexta-feira santa, enfatizou o secretário.
Na parte da tarde estão sendo aguardadas às visitas do prefeito Adailton Macedo, da 1ª dama Rose, do deputado federal filho da terra Raimundo Macedo, do vigário de Aurora, dentre outras autoridades.
A reportagem sobre a iniciativa também será veiculadas em diversas mídias do estado, e já está disponível na internet nos seguintes endereços eletrônico: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=YcjQony-l1s

http://www.seculteaurora.blogspot.com/
a Redação do Blog da Aurora e da Seculte.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Diário do pesquisador

Da Piçarra à Paulo Afonso,
uma viagem inesquecível

Por José Cícero

Em nossa recente viagem com destino a Paulo Afonso na Bahia, onde participamos do Seminário comemorativo ao Centenário de Maria Bonita - 2011 – Eu, Manoel Severo, Bosco André e o bonapartiano Francês Jack de Witte fizemos uma proveitosa parada na fazenda Piçarra no município de Jati. Tudo ciceroneado por nosso timoneiro-mor Manoel Severo - o cara do Cariri Cangaço.

De pronto, formos recebidos com a maior das afabilidades sertanejas. Até porque o mestre Severo é, por assim dizer, um antigo conhecido do atual proprietário Vilson Santana, este, por sinal, neto do afamado Antonio da Piçarra que, de quebra, foi durante muito tempo um dos maiores coiteiros de Lampião nesta parte do Cariri cearense. Já estávamos nos limites do Jati nas confluências de Porteiras das Guaribas e Brejo Santo.



Vilson ou "Vilsinho" é o anfitrião e guardião da história da Piçarra

Como excelente prosador, após as apresentações de praxe, o dono da casa falou-nos da relação do seu avô com Virgulino, esmiuçando informações das mais preciosas, justamente, para quem deseja compreender no seu nascedouro a história, muito além das invencionices mirabolantes dos que escrevem (às vezes) sem muita preocupação com a veracidade dos fatos e seus desdobramentos futuro.

Diga-se de passagem, muitos dos ricos relatos daquele jatiense amigo, além de inéditos, não os encontramos facilmente na chamada historiografia oficial do cangaço por toda sorte de motivos... Por isso; eis a grandeza daquela inopinada visita. Algo que, ao meu ver, já valeria a pena tê-la empreendido em toda a sua aventura.

Uma proesa engendrada pelo mestre Severo e que muito agradeço por tê-la vivenciado em todos os seus momentos.

Na Piçarra abraçamos a história como se diz, em carne viva. Ainda, com direito até mesmo, a sentarmos no velho banco centenário da casa. Uma relíquia das mais interessantes e rara aos estudiosos contemporâneos. Pois naquele banco de madeira carcomida pelo tempo, um dia certamente sentaram para um dedo de prosa, além do seu dono(Antonio da Piçarra) o tenente Arlindo Rocha e, quiçá o próprio rei do cangaço com seu bando quando das diversas vezes que descansaram por aquelas bandas com destino ao Pernambuco ou quando adentrou o sul do Cariri na busca da Serra do Mato na Goianinha (Jamacaru) do Coronel Santana de Missão Velha, Juazeiro do Padre Cícero, Barro de Zé Inácio ou o aprazível coito na célebre fazenda Ipueiras do coronel Izaías Arruda em Aurora.

Sentar-me naquele banco antigo, foi como voltar no tempo. Um momento especial, daqueles que nos enchem de memórias e de orgulho... Ouvindo a fantástica narrativa do seu atual proprietário. Era como se estivéssemos efetuando um grande mergulho no fundo escuro da história em vários flash back.

José Cícero, Bosco André, Jack de Witte e Vilson Santana

Registramos tudo por meio de anotações, gravações e fotos. Reversamos-nos e no ofício de fotógrafo (Eu e Severo) a la Benjamim Abraão que se embrenhou na caatinga na busca imagética de Lampião. Tamanha era a minha sensação daquele instante. Quem sabe, na mesma sofreguidão de seres apressados sempre preocupados com o fantasma do esquecimento e a exiguidade do tempo e da própria vida.
Mas, não somente isso. Creio que nossa maior preocupação e cuidado continuava sendo de fato, com a preservação de uma saga que a posteridade não poderá por nenhum motivo deixar de conhecer. E, que de algum modo, nós é que seremos os responsáveis por sua continuidade ou pelo seu desaparecimento no futuro. (...)

Foi uma viagem das mais ricas e proveitosas. Daquelas que nunca voltamos do mesmo jeito. Posto que assimilamos uma série de novos e importantes conhecimentos. E isso não tem preço, já que de algum modo especial nos valem por uma vida inteira...

E assim seguimos estrada afora. Jack, o pesquisador francês, queria ver caatinga, mandacarus, xiquexique, coroa-de frade, enfim, todas as nossas cactáceas em seu conjunto biomático. Talvez quem sabe, tentando enxergar por meio delas, todas as agruras e o sofrimento de uma gente , cuja própria Europa, possivelmente um dia só a (re)conheceu como miseráveis.

Mas não. Jack com seus próprios olhos cor de anil, logo pôde finalmente constatar que o sertão que os outros o dizem de longe, é uma invenção. Uma miragem das mais espinhentas quase teatralizada. Repleta de ‘segundas intenções’. Agora a realidade que ele praticamente tocava com as mãos era um universo de grandes verdades em meio as novidades que o absorvia em seus mistérios. - O sertão é "marravilhoso", expressara ele com uma literal enxurrada de admiração nos olhos.

De alguma maneira, diria que o amigo francês, entusiasta da história lampiônica, ficou extasiado pela constatação inequívoca de um sertão belo e possível, muito além das invenções mentirosas dos poderosos, tanto daqui quanto do além-fronteira.


Vilson Santana, Bosco André, Jack de Witte e Manoel Severo

De tal sorte que, um pouco mais a frente, após avistar toda a grandeza do São Francisco, sob o indicativo quase sempre em riste do memorialista Bosco André, Jack certamente provaria com entusiasmo da implacável assertiva conselheira de “o sertão vai virar mar”... E o sertão era, de fato o verdadeiro do místico Conselheiro diante dos nossos próprios olhos. Confesso que eu também via tudo aquilo, como se enxergasse pela própria perspectiva do nosso amigo de France.

Prolixo e produtivo diálogo, foi toda aquela viagem... Conquanto, sempre ao volante, imerso em um turbilhão de palavras e explicações pertinentes; Severo já se transformara no guia do grupo. Com sua contagiante alegria de neocangaceiro querendo com seu conhecimento nos abastecer de informações. E assim seguíamos por assim dizer, os mesmos passos de Lampião e seu bando pela história afora. Pela caatinga e pela vida adentro... O velho Chico nos perseguia sempre de lado como a encher nossos olhos de sonhos e utopias.

E eu, muito mais em silêncio mergulhava-me deveras em pensamentos. Vislumbrando todo aquele inusitado ambiente que assim como Jack, também ali o conhecia pela primeira vez.

E assim divagava comigo mesmo: Quanto este Brasil é grande! O São Francisco imenso. E Lampião, uma figura singular que conseguiu vencer por sua ousadia e inteligência todas as fronteiras do mundo e do tempo sem ao menos sair deste Nordeste.(...)

José Cícero é Secretário de Cultura de Aurora-CE e Pesquisador do cangaço

Pescado no açude de cumpadi Zé Ciço : Blog da Aurora

José Cícero e o Mestre Severo


José Cícero e Mestre Severo

Mestre Severo!
Saudações catingueiras...

******Ainda com relação ao que disse Vilson a mim, vc, Bosco André e Jack de Witte:




Jack de Witte, Manoel Severo, Bosco André e Vilson

Com relação ao ótimo e fidedigno relato feito pelo Vilson quando da nossa recente passagem com destino a Paulo Afonso, diria que o mesmo constituiu um informe históricos dos mais relevantes, sobretudo para esclarecer "escritos" muitas vezes depreciativos com relação a suposta traição do Sr. Antonio da Piçarra, avô do Vilson.



Seu Antonio da Piçarra

Confesso que fiquei sensibilizado no instante que o Vilson relatava o que o velho da Piçarra dizia acerca da coação que sofreu para proceder como tal. Notadamente quando após o diálogo que teve com o sagaz Arlindo Rocha ante as ameaças veladas usando para tal a ferozidade de Manoel Neto. De modo que, sem saída o velho coiteiro teve que ceder. No entanto, não me esqueço da parte mais comovente segundo as palavras de seu neto.


Coronel Manoel de Souza Neto
"Tendo desconfiado da grande demora de Antônio da Piçarra o cangaceiro Sabino se dirige para Lampião e fala:



O cangaceiro Sabino Gomes

- Capitão tô achando que Antoi da Piçarra lhe traiu, pois tá demorando além da conta.


O rei Lampião

Ao que Lampião, com absoluta segurança replica:
- "De jeito nenhum. Naquele eu confio sem medo. Se antonio da Piçarra cavar um buraco no chão e mandar eu entrar eu entro".
Conforme Vilson o velho Antonio contava esse diálogo (que ficou sabendo) sempre com águas nos olhos. Uma prova de que sofreu sobremaneira quando teve que tomar a decisão de indicar onde Virgulino se encontrava com seu bando. A segurançada sua prole, de certo falou mais alto no seu coração.

Este é um comentário do Secretário da Cultura da cidade de Aurora, Ceará, José Cícero, sobre o artigo de Manoel Severo publicado no seu blog "Cariri Cangaço", com o título: Vilson e Antônio da Piçarra. Apenas eu o ilustrei com fotografias.

Fonte:www.blogdomendesemendes.blogspot.com



terça-feira, 12 de abril de 2011

Um Poema Introspectivo...




QUANDO...


Quando quis ser EU.
Senti que fui outro a contragosto.
Quando quis ser tanto,
nada pude do puco que sonhei para mim e para os outros.
Quando quis talvez ser algo de importante.
Tudo ficou escuro. E como de resto em mim
tudo o mais ficou demasiado tarde para eu querer de novo ser eu mesmo. Ou quem sabe, ao menos, puder chorar por dentro
a desventura de não ter conseguido
ser o que eu quis.
Diante daquilo que eu poderia ter sido. Agora quando muito, Afogo-me aos poucos em meus anseios num sono profundo. Posto que não tenho mais sonho... Nem desejo de ser mais nada.
Meu querer é lento.
Meu viver é hoje.
Meu tempo é quando.
E isso é tudo o que quero e o que penso
de tudo que ainda me resta
e espero para mim mesmo.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Representante da SECULTE-Aurora participa de evento em Fortaleza e reivindica melhorias para à Cultura e o Esporte


José Cícero com o Dep. Federal Mauro Benevides











Durante dois dias(7 e 8) o secretário de Cultura de Aurora José Cícero esteve em Fortaleza ocasião que visitou algumas repartições públicas do Estado no sentido de reivindicar melhorias para a área da cultura e do esporte do seu município. Para tanto, participou ainda de encontro com assessores do Senador Inácio Arruda, do deputado Chico Lopes, além conversações com o secretário de Organização do PC do B Abel Rodrigues no sentido de também encaminhar uma pauta de reivindicações junto aos gabinetes dos deputados Lula Morais(estadual) e João Ananias(federal).

José Cícero ainda manteve contato com o deputado federal Mauro Benevides(PMDB) quando na oportunidade solicitou pessoalmente ao experiente político cearense recursos para a restauração do antigo prédio do Coronel Xavier(onde funcionou a antiga Cnec) localizado ao lado da matriz. Munidos de fotografias e após relatar parte da história do centenário casarão ao deputado Mauro Benevides ao lado do Dr. Nildo Sobral e da sua esposa Drª Dulce Maria(presidente da Fecoece); José Cícero obteve do parlamentar a promessa da destinação de recursos para a sua secretaria com esta finalidade, por meio de uma emenda parlamentar.

“Fiquei bastante feliz com a acolhida e a visível sensibilidade do Dr. Mauro em nos ajudar. Agora irei me reunir com o prefeito Adailton no sentido de tão logo darmos o encaminhamento necessário para este propósito. Pois o nosso maior patrimônio histórico não pode esperar por muito tempo”, disse. O secretário disse ainda, que desde o início da administração o prefeito Adailton Macedo demonstrou sua preocupação com a preservação do nosso patrimônio histórico e arquitetônico, tanto que providenciou a compra do casarão onde agora funciona a sede da Seculte e logo em seguida, a do coronel Xavier.

O primeiro passo já foi dado... E como as obras de restauro e revitalização demandam um soma de recursos das mais altas o município precisa contar com a ajuda do Governo do estado e da União. “Além da aquisição por conta própria, o município agora já providencia o tombamento oficial dos dois bens”, finalizou. Na capital JC também representou o município, juntamente com o Sr. Zequinha Pereira no grande Seminário que reuniu vários dirigentes do movimento Circulista(Círculo Operário) do país inteiro. Numa realização da CBTC – Confederação Brasileira de Trabalhadores Circulistas; FCORS – Federação dos Circulistas Operários do Rio Grande do Sul e FECOECE – Federação dos Círculos Operários do estado do Ceará, em cujo evento, além de vereadores de Fortaleza, o ex-senador, e atual Deputado Mauro Benevides participou como expositor e membro deste verdadeiro movimento nacional.

A renovação e ampliação do Programa Segundo Tempo, Ponto de Cultura e bibliotecas comunitárias para os bairros e distritos da zona rural também compuseram o leque de reivindicações do representante da Seculte-Aurora.

.............................

Leia mais em:




segunda-feira, 4 de abril de 2011

Final de semana festivo em Aurora




Mais um evento dos mais extraordinários foi realizado na noite de ontem(sábado,2) pela Prefeitura Municipal de Aurora por intermédio da secretaria de Cultura, Turismo e Desporto. A festa fez para das comemorações atinente a série de novas inaugurações de obras sociais que a gestão "O povo construindo o novo" vem empreendendo para a população.
No decorrer de todo o dia de sábado, a prefeitura através do prefeito Adailton Macedo e sua comitiva realizou a entrega de obras em diversas partes do município, a exemplo de casas às famílias carentes do bairro Araçá e distrito de Ingazeiras; pavimentação asfáltica no Araçá e centro, transporte escolar, veículo do programa Bolsa Família, além do anúncio da construção da nova praça da rua padre Cícero.

O local onde o palco foi montado para a festa se tornou pequeno em face do grande número de pessoas que compareu e conferiu de perto as atrações como: Geraldo Massa e Sousa Cobra, Forró Xoteado e o fenômeno das multidões: Betinho Aguiar.

Além do prefeito Adailton Macedo e a 1ª dama Rose, se fizeram presentes ao acontecimento: o deputado federal filho da terra Raimundo Macedo, o presidente da Câmara Oliveira Batista, os vereadores Aderlânio e Iracilda, secretários municipais e outras autoridades convidadas.

Da Redação

Seleção de Aurora empata em 1x1 em jogo festivo contra o Guarani de Juazeiro


Não deu para ficar indiferente a mais um grande evento esportivo organizado pela secretaria de Cultura e ESPORTE do município de Aurora. O evento ocorreu na tarde/noite última quinta-feira no estádio municipal como parte da série de inaugurações que a prefeitura, a frente o prefeito Adailton Macedo vem realizando durante os últimos dias.

O ponto alto das comemorações ficou por conta da grande partida de futebol envolvendo o selecionado de Aurora versus a equipe do Guarani de Juazeiro do Norte. Antes na preliminar, jogaram a equipe juvenil da Aurora Velha X o time do Araçá que terminou em 0x0. Com um estádio lotado a seleção de Aurora também empatou em 1x1 com o Guarani. O gol do time aurorense foi assinalado pelo atacante Nando. Após a partida no próprio campo aconteceu a solenidade de doação de 41 uniformes às equipes que participaram a 2ª edição da Copa Aurora ocorrida no final do ano passado.

Além do prefeito Adailton Macedo, a 1ª dama Rose, o secretário de Cultura e Esporte José Cícero, também participaram do acontecimento o deputado filho da terra Raimundo Macedo, os vereadores Aderlânio, Chico Henrique e Iracilda, os secretários Osaco Gonçalves, José Dácio, Antonio Macedo, José Joaquim e Fátima Oliveira, além dos presidentes de clubes, atletas e dirigentes esportivos. À noite, a festa continuou com um show de viola na ABA com as participações dos renovados repentistas Ivanildo Vilanova e Valdir Teles.

Tudo ocorreu no mais absoluto sucesso, em face do grande números de pessoas que compareceu a ambos os eventos, disse o secretário de cultura. Neste sábado, o município dá prosseguimento a uma série de inaugurações de obras sociais e à noite acontece na praça padre Cícero no Araçá super festa popular com Geraldo Massa, Forró Xoteado e Betinho Aguiar. ...............


sexta-feira, 1 de abril de 2011

Verdes Mares Cariri realiza reportagem com escultores de Aurora









A secretaria de Cultura de Aurora recebeu na manhã da última quarta-feira a equipe da TV Verdes Mares Cariri tendo a frente a jornalista Cynthia Tavares e o cinegrafista Júnior Balu. Na oportunidade foi feita uma interessante reportagem acerca do trabalho que a secretaria vem desenvolvendo junto aos jovens escultores do município. A criação do ateliê de arte popular voltado para a escultura criado recentemente pela pasta chamou a atenção da equipe de jornalismo da emissora de TV. Na ocasião a reporte Cynthia Tavares entrevistou, além do secretário José Cícero os escultores Zomim d’Aurora e Painho, que juntos participam do projeto da Seculte-Aurora no gênero da escultura em madeira.


Na realização de um oficina de arte prevista para o mês de julho, a Verdes Mares Cariri já acenou com a possibilidade de retornar à Aurora com vistas a realização de uma nova reportagem, inclusive abordando o grande número de artistas e escultores existentes no município.
A equipe da TV também demonstrou interesse em conhecer e entrevistar o jovem escultor de apenas 8 anos residente no sítio Barro Vermelho. A matéria será apresentada dentro de um quadro recém no jornal do meio dia.

Da Redação do Blog da Aurora e da Seculte.

LEIA MAIS EM:

www.blogdaaurorajc.blogspot.com
www.jcaurora.blogspot.com