domingo, 28 de abril de 2013

JORNALISMO CULTURAL: ACONTECIMENTOS AURORENSES...

Turismo Ecológico: Olho d'água de Vinô é visitado... E pode se transformar em local de visitação turística

Da Redação
Dr. Tarciso Leite, José Cícero, Traciso Filho e Sebastião Maciel na nascente
Explanações acerca da importância da preservação da nascente
Momento da gravação do vídeo-depoimentos no local da nascente
Imagens da pequena nascente no Alto Araçá

Patrimônio Ecológico: 'Olho d'Água de Vinô que no passado deu de beber à população do Araçá necessita ser urgentemente ser preservado'

JC ao lado do Olhod'água(arquivo)
Com vistas à implantação de um projeto voltado para o desenvolvimento do turismo Rural e Ecológico no município, a secretaria de Cultura e Turismo local  através do  secretário José Cícero, do representante da associação dos filhos e amigos de Aurora(AFA)  Sebastião Maciel e do assessor de cultura João Silva, se fizeram acompanhar do Dr. Tarciso Leite e do seu filho Tarciso Júnior - atuais proprietários do terreno onde está localizado a famosa nascente  popularmente conhecida como "Olho d'água de Seu Vinô" pai dois atuais herdeiros. 
"A visita faz parte da proposta defendida desde 2008 através da  Revista Aurora no que tange à preservação e tombamento do referido patrimônio natural e ecológico, como forma de garanti-lo às novas gerações", explicou o secretário. 
Solicitamos a doação do espaço onde está localizado a nascente, bem como do entrono concernente a chmada mata ciliar que a proteje, disse. Pedido que, diga-se de passagem foi recebido de forma bastante positiva pelos dois proprietários. Na próxima vindas de ambos à Aurora estaremos provocando uma reunião com a presença do prefeito Adailton Macedo, onde deverá ser oficializado o protocolo de inteção.
A proposta será votada na câmara através de um PL oficializando o tombamento ecológico do manancial que rceberar algumas obras de infraestruturas. A ideia inicial da Seculte é transformar o local num espaço de visitação pública, especialmente para turistas e estudantes com foco no meio ambiente e na história natural. Com a construção de trilha e acompanhamento de guia de turismo. Um marco também será construído no local,  confirmou.
Por ocasião da visita, um vídeo foi gravado pela assesoria de Imprensa do município por meio de Luiz Neto e disponibilizado na internet contendo os depoimentos dos proprietários, do secretário de cultura e do representante da AFA, sobre a importância da proposta.
"Tanto o Dr. Tarciso quando o seu filho Júnior têm profundo amor a Aurora, assim como enorme dedicação as suas raízes, de  maneira que a sinalização para a concretização de tal ideia representa um grande gesto e exemplo de grandeza e visão  tanto de  preservação da natureza, quanto de amor à Aurora, ponderou.
............................................................. 
Secretário de Cultura do Barro, Sousa Neto,  faz visita à sede da  Secult-Aurora
Na sede da secretaria de cultura e turismo - Secult
Na sala de Exposição de fotografias antigas de Aurora
Na biblioteca pública Antonio Jaime de Alwncar Araripe na estação
Na estação ferroviária Local  onde ocorreu o crime como o cel. Izaías Arruda
Na última sexta-feira estiveram visitando a sede da secretaria de Cultura e Turismo de Aurora o radialista, pesquisador do cangaço e atual secretário de cultura do vizinho município do Barro - Sousa Neto, 
acompanhado do professor e ativista cultural cajazeirense Agnaldo Rolim. Além de uma visita de cortesia, ambos aproveitaram para conhecer de perto a exposição de arte e de fotografias antigas de Aurora, instalada na sede da Secult. Além de fazer contato com o escultor aurorense Painha, filho de Cizin d'Aurora.
Emposado em janeiro como secretário de cultura do Barro, desde então Sousa Neto vem se esforçando para implantar no seu município um trabalho realmente de fortalecimento, resgate, incentivo e preservação da arte e da cultural local. Para tanto, vem visitanto algumas alguns modelos e  experiências neste campo.
"Sousa Neto é um lutador incansável, profundamente identificado com a causa sociocultural da sua terra. Algo digno de aplauso e incentivo. O Barro tem muito a ganhar com o trabalho abnegado desse  secretário", opinou  José Cícero, acerca do articulador cultural barrense.
Na mesma oportunidade, os mesmos visitaram igualmente a bliblioteca pública e o antigo prédio da estação ferroviária, local onde foi baleado mortalmente em  4 de agosto de 1928 o famoso coronel Isaías Arruda - célebre coitero de Lampião em terras aurorenses.
...................................................
Fotos:  Alcione Pereira  e equipe da Secult Aurora.
LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
e no Faceboo
.................................................

INFORMES SECULT AURORA:


Consultora Regional do SEBRAE  empreende visita à sede da Secretaria de Cultura e Turismo de AURORA
Consultora do Sebrae Mª Celeste ladeado Por Tânia(Cras), Sec. Bernadete e Carmélia artesã
Da esquerda: Mª Celeste(Sebrae) Sec. Bernadete e Tânia Macedo na Secult
A consultora do Sebrae Maria Celeste Franco da Rocha, que também é presidente da federação de artesanato do Cariri; juntamente com a Secretária de Ação Social, bem como a coordenadora do (Cras) Tânia Macedo, estiveram na manhã da última quinta-feira (11), visitando as dependências da Secretaria de Cultura e Turismo(Secult)  do município de  Aurora. 
Segundo Maria Celeste, 'o objetivo da visita se faz necessário, uma vez que, o Sebrae está fazendo um levantamento do potencial artístico e cultura de Aurora', no intuito de  conhecer e identificar, o verdadeiro potencial da arte e do aretsanato local. Assim como identificar  os artesãos aurorenses que se encontram em atividades e assim potencializar este ofício como fator gerador de emprego e renda.
 Na ocasião, a representante do Sebrae adiantou ainda  que, em breve voltará a Aurora, onde fará reunião com vários gestores da administração, inclusive! com a presença do prefeito prefeito Adailton Macedo. Como inclusive será  elencado um projeto para criação de uma associação dos artesãos aurorenses. No sentido de melhor dinamizar a produção e comercialização dos produtos locais.(ver fotos).
.................................................
 SECULT-AURORA   participa de Encontro em Missão Velha com vistas a realização do II Festival de Dança daquela cidade

Reunião de Secretário e Coordenadores na sede da sec. de Cultura em M. Velha
Coordenador de Cultura de Aurora João Silva no encontro em Missão Velha
A secretaria de Cultura e Turismo do município de Missão Velha, realizará no dia 1º de junho deste ano, o 2º festival de dança  no gênero do forró tradicional.  Ocasião em que pretende reunir representantes de vários municípios do Cariri. A premiação, conforme disse o secretário da pasta George Januário será a seguinte: 1º lugar 3.000, 2º lugar 2.000 e 3º lugar 1.000. 

Vale salientar que o 1º festival de dança daquela cidade aconteceu  no ano passado, daquela feita sob a realização da Rádio Comunitária Transcariri FM, local. Ainda segundo o Secretário de Cultura e Turismo, George  Januário; os municípios participantes deverão realizar eventos locais; visando obter uma maior participação dos dançantes e consequentemente para um melhor critério de escolha do melhor casal.  
O mesmo, disse também, que, a escolha deve acontecer até o dia 25/5 do corrente. 
Já a inscrição do município é gratuita e, poderá ser feita  até o dia 30/04, posteriormente a inscrição do casal escolhido, explicou.
Com a finalidade de debater  o evento,  a pasta de cultura missãovelhense promoveu reuniáo no último dia 9  com a participação de vários secretários de cultura e demais representantes da pastas regionais. Dentre as representações estiveram preentes os municípios de Brejo  Santo, Porteiras, Barro, Aurora, Lavras da Mangabeira e  Crato.
Impossibilitado de participar das discussões  por cumprir atividade no mesmo dia em Aurora,  o secretário José Cícero enviou o  assessor de cultura João Borges Silva. Lavras da Mangabeira esteve representada pela secretária Cristina Couto.(ver fotos)
..........................................................
* João Borges Silva 
P/ a Redação do Blog de Aurora e do site Cariri de Fato
Fotos: JC e equipe da Secult Aurora.
LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
e no Faceboo
.................................................

AURORA: Sessão da Câmara é marcada pela nova formação das Comissões Permanentes da Casa


Da Redação

   
Sob a presidência do vereador Francisco Henrique de Macedo (Chico Henrique – PMDB), o Poder Legislativo aurorense realizou na manhã do último sábado(20) mais uma sessão plenária em caráter ordinário, onde se fizeram presentes todos os 11 vereadores que integram a câmara local.
Além da pauta de praxe que compõem, por assim dizer, o 'pequeno expediente', a sessão de sábado, teve ainda como ponto alto a tão esperada votação com vistas à formação das Comissões Permanentes da casa. Tendo em vista que a eleição ocorrida anteriormente havia sido  barrada pela oposição, por meio de uma decisão judicial, alegando suposto equívoco com relação ao critério da proporcionalidade partidária. Porém, a bancada da situação, não concordando com o raciocínio da oposição,  mesmo cumprindo a decisão judicial, recorreu igualmente  junto ao Tribunal de Justiça do Estado. O que segundo a assessoria jurídica  da câmara, o resultado de sábado ainda poderá sofrer modificações, ou seja, ante a  possível validação do escrutínio anterior.

Com vistas  a acompanhar de perto todo o desenrolar dos acontecimentos, o espaço interno da Câmara se mostrou ainda mais pequeno, em face do grande número de pessoas que compareceu a referida reunião.

Dentre as intervenções e os requerimentos apresentados na sessão, destaque para o que fora proposto pelo próprio presente – Chico Henrique, dando conta da reivindicação de recursos públicos junto  ao deputado estadual Daniel Oliveira(PMDB) no valor de duzentos mil reais que, conforme o presidente, deverão ser destinados à reconstrução da nova sede da Câmara de Aurora. 
Trata-se portanto de um antigo sonho da população; abraçado agora pelo presente do legislativo. Uma obra que, desde janeiro deste ano, quando assumiu à presidência, Chico Henrique disse que é uma das principais prioridades da sua gestão. 
Ainda durante a sessão, Chico Henrique, apresentou requerimento de sua autoria propondo a construção de um caixa d’água para a comunidade do sítio Oiticica, além de nomeação da rua localizada à esquerda da linha férrea da esquina do cemitério(caixa d’água da estação) até a residência do Sr. Zé de Sousa e o clube da Maçonaria.
Após a votação parlamentar, assim como a apuração, as Comissões Permanentes da Casa ficaram compostas pelos seguintes edis. A saber:


Justiça e Redação:
Olavo Batista - PMDB
Aécio - PSB
Edísio Leite - PSB
.............................
Educação, Cultura, Ação Social, Saúde e Meio Ambiente:
Brasa – PMDB
Erivan Batista - PT
Osasco – PSL
..............................
Orçamento e Finanças:
Aderlânio Macedo - PMDB
Olavo Batista - PMDB
Iracilda - PSL
..................................
DA Redação do Blog de Aurora e do site Cariri de Fato
Fotos: JC e Adriano Anão
LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
e no Faceboo
.................................................

Todo dia tem que ser dia do índio, cara pálida! - Por: José Cícero



E aí cara pálida; hoje é o dia do índio!
Mas quem foi que disse que só o 19 de abril é o dia do índio?
Na mesma proporção como se vem destruindo os recursos naturais do planeta, os chamados “homens brancos” tem também imprimido sua força ao longo da história no sentido da promoção do extermínio das mais diversas etnias indígenas espalhadas pelo mundo. De modo que neste 19 de abril(dia do índio), a grande pergunta que se deveria fazer é: o que haveremos de comemorar neste suposto dia dedicado ao índio? Que legado nós, os contemporâneos, ditos racionais haveremos de deixar às novas gerações no tocante a questão indigenista e ambiental?
Neste dia, pelos menos uma reflexão consciente e inteiramente desapegada de todos os velhos preconceitos e outras discriminações descabidas haveria de ser realizada em relação a este evidente rastro de destruição imposta às populações indígenas não somente do país de Cabral e de Pizon. Ou ainda ao que resta deles(os índios), agora não passam de meros refugiados vivendo às duras penas no que ainda resta da floresta Amazônica e outros rincões abandonados, como sobejos da sociedade moderna, que deram o nome de reserva.
O crescimento urbano, o desenvolvimento social, tecnológico e científico... O pós-modernismo econômico e cultural no seu conjunto mais geral, assim como na sua versão mais cruel tem ajudado a fazer da causa indígena – um ato extremo de perseguição, opressão e matança às vezes muito mais vergonhosa do que aquilo que fizeram os colonizadores, bandeirantes e jesuítas. Alguns festejados ainda hoje com títulos de heróis e outros com os de santos.
A história do nosso índio tem sido por assim dizer, a própria história da usurpação, do crime e do extermínio de toda uma ração que por direito natural seria os únicos e verdadeiros donos do Brasil. Assim como as raízes ancestrais da nossa origem efetiva-biológica.
Somos até hoje, os autênticos destruidores da cultura autóctones dos índios. Criminosos em potenciais de toda uma diversidade de etnias, línguas, dialetos, saberes, crenças e outras tradições inerentes à milenar cultura dos nossos irmãos nativos ameríndios.
O que aconteceu com os povos indígenas, não tem outro nome, senão o de genocídio. Um massacre que de algum modo se perpetuou ao ponto de ter chegado até nós com seus ares de normalidade.
Mas digamos que o processo de extermínio das populações indígenas pelo mundo e, ao longo da história não foi um ‘privilégio’ apenas dos brasileiros, posto que constituiu infelizmente, prática-comum utilizada por diversas nações do globo em diferentes momentos da história humana.
No Brasil, portanto, não teríamos como dissociar a sua história daquilo que foi(e ainda o é) o expediente injusto da exploração e da ocupação às forças, do que ainda restam dos espaços naturais pertencentes aos chamados povos nativos da floresta.
Os índios aos poucos foram sendo expulsos do litoral, sobretudo os tupi-guaranis e para não sucumbirem à maldade dos ‘racionais’ tiveram forçosamente que adentrar o interior do Brasil, até chegar à Amazônia. Os que permaneceram ou foram mortos ou tiveram que se submeter aos ditames espúrios dos seus algozes. Tornaram-se (com raríssimas exceções) pobres miseráveis susceptíveis a toda sorte de males e até à escravidão imposta pelo mundo e pela vida e os costumes dos brancos.
Éramos até os primórdios do suposto “descobrimento”, uma nação completamente livre habitada por uma infinidade de etnias. Raças indígenas vivendo na mais profunda harmonia com a terra, os bichos, à natureza e o sagrado. Uma grande nação que beirava a caso dos cinco milhões de almas falando pouco mais mais de 170 línguas e mais uma série incontável de dialetos.
Antes do descobrimento 100 milhões de aborígenes habitavam o continente americano. Culturas e conhecimento tradicionais que, na sua grande maioria, já se perderam para sempre. Uma riqueza que o homem moderno movido por sua ganância e arrogância até hoje não pode aquilatar com completo. Um prejuízo histórico que só o futuro poderá dimensionar no seu verdadeiro grau.
Era o Brasil o que poderíamos chamar de paraíso perdido na imensidão das Américas.
Um lugar que mesmo após as sucessivas incursões deletérias dos brancos invasores (colonizador e cia.) sustentou os impérios falidos do velho continente. Assim como a opulência e as farras nababescas dos que desgraçadamente se imaginavam ter sangue azul e, que se situavam acima do bem do mal. Uma ilusão que não passara incólume pelo teste inabalável da história.
Por conta desta riqueza natural do país tupiniquim ‘pastoreada’ que foi por nossos irmãos indígenas é que a nação sobreviveu até os dias atuais. Chegando até nós... Só por isso suportou ao vilipêndio, à invasão, ao roubo, à espoliação, ao massacre, à pilhagem assim como a todas as mais abomináveis formas de crimes e expiações que se possa imaginar.
A força do índio brasileiro corre hoje ainda nas nossas veias. O nosso DNA é a mais forte evidência da nossa ligação indígena, além de africana e européia. O índio, portanto, queiramos ou não, é nosso irmão.
Neste dia urge que tenhamos esta compreensão vigorosa e efusiva, com a consciência afirmativa de que somos filhos de uma mistura de raças. Uma miscigenação da qual não é possível se eximir por qualquer razão da presença central do aborígine. Somos irmãos de sangue, luta história e sofrimento. E isso não é pouca coisa.
Neste 19 de abril, diria que a simples consciência deste fato, já seria muito mais da conta para uma sociedade hedonista, arrogante e preconceituoso, sobretudo no que tange as suas verdadeiras origens ancestrais.
Aceitar o índio como partícipe da nossa história biológica será um motivo para um ato de verdadeira celebração. Sinal de que a sociedade brasileira está evoluindo não apenas nas aparências...
Por fim, digamos que todos os dias mesmo antes de 1500 têm que ser dia do índio. Até porque todos os filhos do Brasil mantêm uma dívida de gratidão com os ‘bugres’ sul-americanos das terras de Vera Cruz.
Porque cara pálida! O índio é sim, o nosso irmão!
...............................
 Prof. José Cícero
Pesquisador e poeta
Sec. de Cultura e Turismo
Aurora - CE.
Fotos ilustrativas da Internet

LEIA MAIS EM:
www.aurora.ce.gov.br/
http://www.seculteauroera.blogspot.com/
.......................................................

Bilhões e Bilhões de Carl Sagan – Por José Cícero


Leitura tardia. Contudo, acabei de sorver hoje mais um livro que há muito se encontrava pacientemente (como tantos outros)                          na fila  de espera da minha estante.  Nestes casos, a espera nunca será uma coisa boa. Algo  que, a meu juízo,   minha exigüidade de tempo, aliada  a luta pela sobrevivência  têm muitas vezes praticamente me impossibilitado de fazer com relativa freqüência: estas leituras cotidianas. 
Posto que, nem só de pão vive o homem. Além do que, uma única vida é muito pouco para que possamos ler e conhecer todos os clássicos da literatura mundial.
Trata-se  portanto, de  “Bilhões e Bilhões”, uma obra seminal, daquele que possivelmente(a meu ver) foi  o mais engajado e  importante  pensador  do século XX – Carl Sagan  – morto em 1996.  Um intelectual  homem de ciência que fez da sua própria vida, um verdadeiro sacerdócio quando da luta pela difusão de idéias, saberes e conhecimentos em favor da natureza, da espiritualidade e da vida. Sem, entretanto,  perder de vista o efetivo fortalecimento dos princípios éticos, educacionais, históricos, humanistas e ambientais.
A citada obra, publicada postumamente em 1997  por sua esposa, a também escritora e colaboradora   Ann Druyan Sagan;  constitui-se como um interessante  apanhado de vários artigos científicos  e outras contribuições  diversas  do pensador e professor de astronomia da Universidade da Califórnia(EUA),  com vistas à compreensão do mundo e da existência humana, como de tudo o mais  que compõe a biosfera.   
Os artigos enfeixados neste livro, ao contrário do que possa parecer num primeiro momento, não representam uma temática díspares(mas ao contrário), configura-se como um tema quase único,  focado sobremaneira 'na vida, na morte do planeta, do universo e do ser humano, tanto coletivo, quanto individual'. Um livro realmente de avantajada sabedoria.
Escrito por alguém que, malgrado a secura das suas verdades necessárias e até certo ponto, incovenientes,  acima de tudo confiava no homem como um sujeito histórico ainda capaz  de tornar a vida e o mundo melhor. Um pensador que acima de tudo, acreditava na viabilidade da salvação do planeta, como  na conquista de uma felicidade harmônica e coletiva.
Sagan  ficou mais conhecido ao redor do mundo, a priori através da famosa série de TV “Cosmos” que o mesmo produziu e apresentava com regularidade a partir da sua pátria. Ainda hoje,  um importante documento audiovisual  veiculado, por exemplo  aqui no Brasil na TV Escola e em, especiais da TV Cultura.  Como ainda, em diversos países do mundo por se tratar de algo realmente antológico quando o assunto é ciência, educação, astronomia e meio ambiente.
Vale a pena lê-lo.  Eis o presente: “Bilhões e Bilhões – ‘Reflexões sobre vida e morte na virada do milênio’.  Troque o seu tempo de TV por esta leitura. Presumo que você não irá se arrepender.
De Carl Sagan – apenas mais um dos meus admiráveis gurus.
Para compreender um pouco mais:
Carl Sagan
Carl Edward Sagan foi um cientista, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano. Sagan é autor de mais de 600 publicações científicas, e também autor de mais de 20 livros de ciência e ficção científica.


Nascimento: 9 de novembro de 1934, Brooklyn

* Prof.  José Cícero
Secretário de Cultura e Turismo
Aurora - CE.
Foto ilustrativa: da Internet
................................ 
LEIA MAIS EM:
e no Faceboo
.............................................

Toda poética do final de semana - Por José Cícero*

ARTIGO LITERÁRIO:

Hoje é domingo. Célere e volátil o final de semana passou, literalmente escorreu pelos meus olhos sonolentos de tanta espera. E eu nem sequer me dei conta deste detalhe quase escatológico.
O dia se esvaiu como fumaça de cachimbo diante dos meus olhos saturados de descrédito e de carvão. 
Estive entretido demais, remexendo o meu baú de ossos. A procura do que nem sei... Quem sabe, por mim mesmo que há muito me desgarrei deste rebanho odiento que não enxerga um palmo além do seu próprio nariz.
Passei pelo sábado como quem dorme em "berço esplêndido".  Mesmo assim não me entrego ao imoral assédio dos que desejam dominar o mundo pela TV.
Passei estes dias dormitando junto com meus grilos e as incertezas dispersas nas gavetas do mundo. Meio que profundamente mergulhado no próprio poema imortal de Manuel Bandeira....
Mas foi o sábado quem primeiro passou por mim, de um modo estranho e sisudo. E penso até que me oferecera wisk como um pequeno burguês metido à besta. De sorte que eu permaneci do meu jeito: Demasiadamente humano e de saco cheio de todas as idiotices da vida. Permaneci cabisbaixo e vergonhoso como um menino do mato a tomar banho pelado no riacho. Tibungando em "bunda canastra" como se o tivesse num oceano Amazônico, carregado   de lembranças e outras amenidades impossíveis. 
Ilações e falares. Mares profundos em que navego com meus ídolos em vários transatrânticos fantasmas quando absorvo, dentre muitos: Kafka, Zola, T.S. Eliot e Cervantes.  Porém, ainda sinto entre meus dedos um fragmento idílico e poemático de Leminski, Fernando Pessoa e Lêdo Ivo. Não tenho como desdenhar ou mesmo olvidar dos que ajudaram a inteligência, a imaginação e cultura dos povos.
Neste final de semana dei-me por completo ao meu próprio ócio produtivo. Aquilo por quem os outros, por absoluta ignorância, preguiça ou mesmo inveja chamam-no de vagabudagem dos que não se dão por gregários. Infindas loucuras dos abnegados amigos dos livros e do conhecimento criativo.
E assim, num piscar de olhos, perdi meu domingo... Ressentido de que o dia claro precisava e muito, do sol de antigas primaveras, que adolesci no peito. Assim como as noites das velhas brisas do Aracati, de  vaga-lumes e de donzelas bonitas para os poetas boêmios namorar.
Queimei meu domingo e minha língua quando estreguei meus ouvidos e sentimentos aos discos clássicos que com muito esforço resgatei do lixo. Bob Dylan, Cat Steven, Beirut, Rita Pavone, Beatles,  Joan Baez, Di Melo, Belchior, Raul, Caetano  e Chico. Depois, como senão me bastasse, transbordei minha imaginação em taças de melancolias e de saudades. Quando bebi outras  canções do gênero e dividi com todos estes, os meus segredos...
Chorei e me embriaguei de arte e poesia. Mas também me entristeci quando enfim,  me dei conta de que no  dia de hoje Sérgio Sampaio - o adorável maldito, se vivo, completaria 66 anos. 
Ainda que alguém me  gritasse aos ouvidos  que este número é  cabalar e, por isso mesmo assaz perigoso para a minha sorte. Eis a grande  marca da besta-fera. A velha maldição dos imbecis...
Em protesto cantei com Sampaio, em plenos pulmões: - "Eu quero é botar meu bloco na rua" quando então, a noite por puro milagre se encheu de perfume.
Agora o domingo começa a morrer em meus braços. E a lua já se mostra mestruada, ou ainda quem sabe, grávida de tantas promessas... A noite, como dizem, é uma criança...
Mas eu prossigo ouvindo e lendo tudo aquilo que alimenta e fortalece o meu espírito. E a palavra de fato, é a faca que corta a língua dos que se aceitam como cegos.  
Enquanto isso, a segunda-feira como um sapo jardineiro engolira a um só tempo, o sábado e o domingo. Deste então, eu fiquei melancolicamente solitário.
Mas ainda assim me restara o canto. Pássaros agourentos nos céus e milhões e milhões de vaga-lumes no bréu da minha noite, como se fossem multidões de anjos  carregando velas e candeeiros.
Música e  poesia agora são, por assim dizer, a lídima linguagem do mundo. O escuro da noite de domingo está repleto de querubins. A canção é algo  universal. O verso livre é a força que nos move e nos alegra no caminho de uma  felicidade possível. 
Todos porém, ainda assim me chamam de louco. E eu fico muito mais feliz, em saber que sou diferente. Que Deus é poeta. E que de fato, nunca caberei tão fácil em qualquer canto. 
Agora cochilo. "Faz escuro, mas eu canto".
------------------------------------------
......................
Prof. José Cícero
Secretário de Cultura e Turismo
Aurora - CE.
In: Poética do absurdo - JC inédito- 2013
Foros:  http://www.ecodesenvolvimento.org

LEIA MAIS EM:
e no Facebook

quarta-feira, 10 de abril de 2013

INFORMES SECULT: Alunos do colégio Romão Sabiá fazem visita pedagógica a sede da secretaria de Cultura do município

Da Redação

AURORA: Alunos da escola Romão Sabiá localizada no bairro Araçá realizam visitação à exposição fotográfica iconográfica  e acervo de artes na sede da secretaria de cultura e turismo do município

Estudantes do 5º ano do colégio municipal Romão Sabiá  estiveram visitando na manhã da última terça-feira(9) a sede da secretaria de Cultura e Turismo(Secult) do município. Ocasião em que puderam conhecer de perto, dentre outras coisas, o acervo de fotografias antigas de Aurora através da exposição Iconográfia instalada no local, além de um sem-número de  obras de artes no campo da escultura, pintura, literatura de cordel e artesanato que também fazem parte do projeto expositivo cultural da secretaria.
Os estudantes do Romão Sabiá estiveram acompanhados das professores Edvânia Landim e Valdízia Torquato, bem como da própria coordenadora pedagógica da escola Ana Cláudia Lira.
A visita, segundo o secretário da pasta professor José Cícero, faz parte do projeto intitulado  "Memória: Aurora histórica e cultural" que vem sendo desenvolvido pela Secult no sentido de difundir junto à população, notadamente o segmento jovem e estudantil um pouco mais da história do município e dos seus valores culturais através de imagens de época  e  obras de artes genuinamente aurorenses.
A exposição, conforme explicou, assim como todo o acervo  da Secult está  sendo aberto à visitação técnica e pedagógica dos educandários da sede, distritos e zona rural; quer sejam da rede municipal, estadual ou particular, como inclusive da população em geral, disse. 
As escolas por seu turno,  podem utilizar o acervo como ferramenta pedagógica em diversas disciplinas, sobretudo como mais um atrativo com vistas à fomentação do ensino e da  aprendizagem extrasala. completou.
.........................
Da redação do Blog da Aurora e da Secult.
Fotos: João Silva
.............................................................................................

Secretário de Cultura participa de entrevista no programa Interação da rádio Sol Nascente FM

Da Redação
Fotos durante a entrevista no programa Interação na FM 91 de Aurora

O programa 'Interação' da rádio Sol Nascente FM 91 de Aurora apresentado todo final de semana pelo professor Ronaldo Santos teve como convidado da manhã deste sábado(6) o pesquisador e atual secretário de Cultura e Turismo do município o professor José Cícero. 
Durante o programa desta manhã  foram abordados no decorrer de toda a entrevista uma extensa gama de assuntos, tais como:  Educação, Política internacional, Violência, Ufologia, Poesia, música, Espiritismo, Política e Literatura.
Como ainda: Ecologia, Os Penitentes da ordem santa cruz, Lampião, Cel. Xavier , Cultura, Cariri Cangaço, além de atualidades e da  história local e outros assuntos relacionados ao trabalho que vem sendo desenvolvido junto a  secretaria de cultura do município.
Trata-se de um programa que tem como formato a mescla da entrevista  com os grandes sucessos musicais do passado. Pautado sob os mais diversos temas de interesse da comunidade, como bem disse o entrevistado,  "trata-se um programa que se constitui como um grande diferencial no atual contexto da radiofonia, não apenas de Aurora, mas da região caririense como um todo", disse. 
"Algo que vai ao encontro de todos aqueles que almejam um melhor papel social a ser efetivamente desempenhado pelo rádio", completou. O programa vai ao ar todas as manhãs de sábado, a partir das 8h.
...........................
Da redação do Blog de Aurora
http://jcaurora.blogspot.com.br/2013/04/condenacao-dos-pistoleiros-e-absolvicao.html
Fotos: Alcean Sax
LEIA MAIS EM:
e  no Facebook
-------------------------------------------------------------------

Secretário de Cultura do município retoma pesquisa sobre Catatumba do sítio Tunga supostamente pertencente à filha do Cel. Xavier

Da Redação
Secretário José Cícero e o vaqueiro Cíção do  sítio Tunga ao lado da catatumba
Promessa alcançada: Casal de agricultores(D.Izaura e seu Silvino)
Velha catatumba supostamente da filha do cel. Fco. Xavier de Souza
Histórica catatumba do sítio Tunga em meio a um Mandacaru e uma Jurema

Fruto de um intenso trabalho de pesquisa, túmulo encontrado no sítio Tunga  pode pertencer a uma das filhas do coronel Francisco Xavier de Souza, co-fundador de Aurora, diz secretário de cultura


Tendo em vista a sua participação como um dos palestrantes convidados na abertura do II  Grande Encontro  da família Xavier  que acontecerá de 13 a 15 de julho, inicialmente nas cidades de Juazeiro do Norte e Barbalha no Cariri cearense. Depois em Exu e Serrita no estado do Pernambuco, o professor José Cícero, secretário de cultura do município, revisitou na tarde desta última sexta-feira(5) no sítio Tunga, o local onde encontra-se edificado o túmulo que, segundo dizem, pertence a uma das filhas do coronel Francisco Xavier de Souza - o fundador de Aurora.
A primeira vez que o assunto veio à baila ainda no ano de 2007 foi através de reportagem especial publicada na 'revista Aurora' escrita por JC resultante de uma exaustiva pesquisa de campo  em parceira com o professor Luiz Domingos de Luna. "Até então, pouco ou quase nada se sabia sobre o histórico e  inusitado fato", disse.

Para entender a matéria:
Cartaz do Encontro dos Xavier
Tendo chegado em Aurora provavelmente em 1831, vindo do Aracati no litoral cearense, o  então  alferes Francisco Xavier de Souza logo contraiu matrimônio(pela segunda vez) com Maria dos Santos Xavier(de Souza) filha do lugar, de cujo casamente veio ao mundo: Aristides Xavier  de Souza, Antonio, Carminda e Francisca. 
Há quem diga, conforme rumores dos mais antigos de que a  referida sepultura do sítio Tunga  tenha sido supostamente da primeira filha do coronel nascida em Aurora. Quer seja, Carminda Xavier de Souza. Vitimada que foi pela terrível enfermidade que naquela época era denominada de "bailarina" , ou seja, a cólera. Doença que arrasou populações inteiras nos anos idos.
Num tempo em que todos os que morriam de bailarina(cólera) ou Lepra(Hanseníase) mesmo pertecentes à família potentada, não podiam ser sepultados nos cemitérios comuns. 
Prática que era terminantemente proibida, inclusive pela igreja católica. Dentre outras coisas, devido o alto poder do contágio que a todos amedrontava em face das intensas e sucessivas epidemias registradas naqueles tempos.
Em conversa com moradores das imediações, o professor José Cícero descobriu um casal de agricultores - D. Izaura e Seu Silvino - (foto) que por conta de uma promessa alcançada para "um filho que cegou de um olho e, depois se curou", todo dia 13 de dezembro, consagrado a Santa Luzia vai ao local para rezar o terço e acender velas. 
Por sinal, o terço deste ano será celebrado pelo grupo dos penitentes da irmandade da Santa Cruz.
......................................
Da Redação do Blog de Aurora e do site Cariri de Fato
Créditos das Fotos:
JC e Jean Charles e cartaz Arquivo FX.

LEIA MAIS EM:
e no Facebook