domingo, 30 de março de 2014

INFORMES AURORENSES...

Secretário de Cultura e Turismo de AURORA participa de importantes iniciativas socioculturais na capital

Imagens relativas aos eventos ocorridos na capital cearense
O secretário de cultura e turismo  do município de Aurora professor José Cícero participou durante os últimos dias 22 e 23 em Fortaleza do 1º Seminário: "De Zumbi dos Palmares à Dragão do Mar",  alusivo à passagem  dos 130 anos da abolição da escravatura no Ceará, edição presidente provincial Sátiro de Oliveira Dias. 
O evento aconteceu no centro Dragão do Mar de arte e cultura  da capital localizado na praia de Iracema( fotos). O que conforme o secretário, foi um acontecimento de grande monta com vistas à fomentação do debate e da reflexão acerca da verdadeira história do Ceará e do Brasil como um todo. 
Um total de 10 painéis temáticos marcaram os dois dias de  palestras e de intensos debates, apresentados por renomados intelectuais de diversas partes do Brasil e até do exterior, a exemplo da professora e atriz africana Sônia André de Moçambique.
O encerramento do seminário se deu às 19h com a inauguração de uma placa comemorativa  ao centenário de nascimento de Francisco José do Nascimento - Chico da Matilde - o célebre dragão do Mar. O descerramento da placa ocorreu  no pátio do centro cultural onde  já se encontra o busto do herói cearense.
SESSÃO SOLENE NA AL: 

Na manhã do dia 24 aconteceu também no plenário da Assembleia Legislativa uma sessão solene comemorativa à abolição da escravatura no Ceará, bem como ao 1º centenário do Dragão do Mar, de autoria dos deputados Raquel Marques(PT) e Lula Morais(PC do B). Em cuja oportunidade se fizeram presentes, além de autoridades, artistas dos mais diferente matizes, representantes do maracatu cearense e do movimento negro(ver fotos).
Já nos dias 24 e 25 o secretário JC participou ainda da 1ª Conferência Intercontinental de Turismo Rural sob o tema:  'Turismo Rural: Cenário, desafios e soluções',  cujas discussões ocorreram no novo e moderníssimo auditório do anexo II da AL-CE. 
Quando representantes do governo do estado e da secretária de Turismo, assim como agentes e profissionais do setor turístico do CE e do resto do país tomaram parte do acontecimento. Além de diversas autoridades e representantes de outras nações, tais como França, Portugal, Grécia, Argentina, Cabo Verde, Espanha, e União Européia. 
AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE ÁGUA:
Ainda no final da tarde do dia 25, o secretário JC  participou da Audiência Pública sobre  'Água e preservação dos recursos naturais',  numa iniciativa da deputada Eliane Novais(PSB) e Lula Morais(PC do B) na sala anexa da Assembleia. 
Ocasião onde se fizeram presentes  diretores da Cagece, da Arce, da Sohidra, do Sindiágua e da sociedade civil organizada, entre outras instituições. A audiência  foi transmitida ao vivo pela TV e Rádio Assembleia(fotos)
Na oportunidade, o secretário se pronunciou abordando a realidade de Aurora quanto ao problema,  tendo suas colocações recebido  elogios, principalmente da deputada Eliane proponente da reunião.
Cumpre ressaltar que, durante os dois eventos, o secretário José Cícero aproveitou para conversar com o deputado Lula Morais(além de se fazer presente em seu gabinete de trabalho) quando oportunamente  reivindicou recursos de emenda parlamentar para ajudar na construção do Anfiteatro Municipal, além das obras de recuperação e revitalização do antigo prédio da Cnec(casaão do Cel. Xavier) que abrigará o centro cultural Aldemir Martins. 
Ambos, segundo ele, já contam com  recursos financeiros através de emendas do senador Inácio Arruda(PCdoB) e do deputado federal Mauro Benevides(PMDB), respectivamente. As obras em questão deverão estar sendo iniciadas em breve, sendo motivo de conversações recente junto ao prefeito Adailton Macedo, disse.
...................................
Da Redação do Blog de Aurora
Fotos: Jc – Arquivo Secult.
LEIA MAIS EM:
e no Orkut e  Facebook.

=====================

PROJETO MEMÓRIA: Monumento homenageará passagem de Frei Caneca por Aurora

Banner oficial de divulgação do acontecimento
Secretário de Cultura e Turismo José Cícero no sítio Juiz onde tudo ocorreu

Obelisco é construido no sítio Juiz de Aurora para homenagear figura de Frei Caneca - mártir da Confederação do Equador - quando da sua prisão em território aurorense em meados do século XIX.

A Prefeitura municipal por intermédio da sua secretaria de cultura e turismo  acaba de concluir a construção do obelisco em homenagem a passagem de Frei Caneca( um dos líderes da Confederação do Equador) que em 29  novembro de 1829 após um intenso confronto armado contra as tropas do Império foi aprisionado no sítio Juiz  nas proximidades do distrito de Ingazeiras. 
A edificação do marco histórico, segundo explicou o secretário de cultura José Cícero tem por objetivo rememorar os feitos de luta e abnegação cívica de uma das mais importantes figuras da história do Brasil. Algo que, segundo ele, não pode cair no esquecimento da nação, como tem sido comum em se tratando dos grandes mártires deste país.. Principalmente, enfatizou, quando se trata  dos movimentos populares que desafiaram o poder  e a chamada ordem das elites  políticas daquela época, concluiu.
Mártir revolucionário Frei Caneca
Frei Caneca, assim como o padre Mororó e outros revoltosos, após serem todos aprisionados foram em seguida  cruelmente assassinados , uns por enforcamento e outros fuzilados em praça pública, tanto em Fortaleza quanto na ciidade de Recife.
EM TEMPO: 
Cumpre destacar que também no território de Aurora, outro 'confederado' foraigualmente assassinado. Trata-se  Padre José Carlos – filho da heroína Bárbara de Alencar na localidade de Sacos dos Macacos no sopé da serra do Beiju*.
O marco histórico de homenagem ao Frei Caneca, edificado no sítio Juiz será oficialmente inaugurado no próximo mês numa data ainda a ser definida pela Secult  junto ao prefeito Adailton Macedo. Numa solenidade pública que pretende reunir autoridades de Aurora e da região, além de professores, estudantes, formadores de opinião e a população em geral.
Marco em homenagem à Frei Caneca edifica no sítio Juiz
Construtor Theófilo Sousa ao lado do Obelisco no Juiz

Marco do Frei Caneca
A idéia da construção do obelisco partiu da necessidade de se resgatar, difundir e preservar junto às novas gerações um dos fatos marcantes da história do Brasil que também ocorreu no território aurorense, mas que quase ninguém(infelizmente) tinha ciência de tal acontecimento. Tampouco da sua real importância para a compreensão da própria realidade brasileira. 
O marco, não será apenas um monumento simbólico, mas um local de visitação pública que muito ajudará as novas gerações num  processo  cada vez mais crescente de reflexão  da  nossa própria memória história, explicou o secretário.   
Uma proposta por sinal bem recebida pelo prefeito Adailton Macedo, que logo autorizou a sua realização, finalizou o secretário. O ato inaugural está sendo previsto para o próximo mês conforme informação da pasta.
.......................
Da Redação do Blog de Aurora e da Secult.
Fotos: Jc e Jean Charles – Arquivo Secult.
LEIA MAIS EM:
e no Orkut e  Facebook.

Colégio Monsenhor comemora aniversário dos seus 87anos de existência


Imagens dos momentos/atividades desenvolvidas durante todo o dia na escola

Num dia de muita festa e descontração  o colégio Monsenhor Vicente Bezerra de Aurora  comemorou em grande estilo o  aniversário dos seus 87 anos de existência. Por sinal, um dos mais antigos educandários não somente de Aurora, mas de toda a região do chamado Cariri Oriental.
Opinião: 'O colégio Monsenhor  é de fato um vencedor não apenas por todos os seus longos anos de luta e de história, como igualmente por está ainda hoje em pleno funcionamento educativo. Vez que há dois anos vem lutando (com unhas e dentes) para não fechar suas portas... E não haverá de fechar nunca, porque a força da sua existência histórica está nos aurorenses que sempre o defenderá em qualquer ocasião. Razão porque o Monsenhor continuará vivo e vivaz para a felicidade geral de Aurora. Vida longa ao Monsenhor em  sua glória – ontem, hoje e sempre...'
Programação Festiva:
Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira(14),  professores, estudantes, funcionários, pais de alunos, autoridades locais, assim como  pessoas da população participaram de uma caminhada cívica que percorreu as principais ruas da cidades, além dos bairros São Benedito e Araçá.
Com uma extensa programação socioeducativa, cultural e de serviços de saude, durante todo o dia a comunidade escolar participou ativamente  das atividades,  lotando assim todas  as dependências do colégio. 
Participaram das atividades as secretárias municipais de Saúde, Cultura, Ação Social, Educação, Agricultura dentre outras. Como igualmente, Ematerce escolas locais e outros parceiras. 
O prefeito municipal Adailton Macedo juntamente com vários dos seus secretários também participou da abertura dos trabalhos no período da manhã.
O diretor professor Vicente Luna, juntamente como a diretora pedagógica professora Fábia, assim como todos os que compõem o núcleo gestor  da escola se mostraram bastantes satisfeitos diante da participação efetiva da comunidade, bem como da forma ativa e ordeira com que tomaram parte das atividades, tantos  os seus professores quantos os estudantes. A programação festiva e pedagógica se estendeu por toda a tarde de sexta.  
Foi, por assim dizer, um ato comemorativo realmente digno de quem possui 87 anos de profícua existência inteiramente dedicada à formação do saber e da educação cidadã da comunidade de Aurora. Parabéns!
..........................
JC – Da Redação do Blog de Aurora
Fotos: Jc e João Silva – Arquivo Secult.

LEIA MAIS EM:
e no Orkut e  Facebook.
===================================

Secretário de Cultura de AURORA assegura que sepultura do sítio Maracajá pertence a jovem Cotinha - filha do vaqueiro do Pe. Cícero

Por José Cícero
No interior da capelinha diante da Cova de Cotinha

Sr. Alonso Joaquim com JC durante visita à capelinha de Cotinha
Parte externa da Capelinha da jovem Cotinha no sítio Maracajá-Pavão
JC ao lado da Sra. Edite esposa de Seu Alonso Joaquim na entrevista
Antiga residência construída pelo pe. Cícero na localidade
Cordial seu Alonso Joaquim recebe nossa equipe de reportagem

Reportagem da Revista AURORA retorna ao Maracajá/Pavão para reafirmar a verdade sobre a história da sepultura da filha do antigo vaqueiro do Pe. Cícero

Esta semana estivemos em visita ao sítio Maracajá na região de Pavão - antigas terras que um dia pertenceram ao padre Cícero Romão Batista. Na época numa extensão  que perfazia 6 léguas de terra de um lado e outro do rio Salgado sob os cuidados e a administração do seu compadre o célebre Cel. Cândido do Pavão. 
Seu Alonso durante a entrevista
Fomos mais uma vez entrevistar o morador e atual proprietário do lugar o senhor Alonso Joaquim(86 anos) sobre a recente matéria  publicada inicialmente na web e na imprensa de Juazeiro do Norte. Tal notícia se referia aos possíveis restos mortais da beata Maria de Araújo estarem sepultados naquele local. A versão dava  conta de que tais informações partiram do atual proprietário. Fato inclusive, que o mesmo negou terminantemente ter dito, assim como o seu filho José Joaquim - secretário de finanças do município de Aurora.

REPORTAGEM PIONEIRA DA REVISTA AURORA: 
No final de 2006 lançamos o primeiro número da Revista Aurora que trazia em suas reportagens especiais de capa a verdadeira história sobre a antiga Casa construida no Maracajá pelo padre Cícero, que além do Pavão como criatório de gado e plantio de milho, também possuía as famosas minas do Coxá situadas nas proximidades. E que portanto, em cujo casarão morou por muitos anos o seu vaqueiro de nome Pedro Rodrigues e sua esposa dona Mariazinha. O casal tivera uma filha de nome Cotinha que morrera de Lepra(hanseníase) após anos de grande sofrimento. E como não pôde ser enterrada no cemitério nem de Aurora nem da então vila de Ingazeiras, os pais sob a orientação do própria padre Cícero a sepultou ali mesmo bem ao lado da casa num pequeno cercado rodeado de roseiras e pau a pique.
Exemplares da Revista Aurora-06/07
Hoje sobre a cova da jovem existe uma modesta capelinha e, em nome da jovem(segundo relatos populares como dos atuais moradores) muitas promessas são feitas e graças já foram alcançadas por muitos devotos não apenas da região. No interior da exígua capela, existem ainda um belo cruzeiro de madeira assim como uma bonita pedra inteiriça(extraído do horto) que serve de tampa sobre a sepultura da menina.
De modo que, toda verdade acerca deste fato nos foi relatada em 2006, tanto pelo sr. Alonso quanto pela sua esposa Dona Edite Gonçalves, que na época asseguraram ainda que um tio de nome Zeca Custódio(já falecido) havia participado de tal sepultamento.
Portanto, achamos no mínimo esquisito tal notícia veiculada acerca de uma outra versão diametralmente oposta a que apuramos. E assim fomos novamente entrevistá-los sobre a mesma pauta. Tal não foi nossa surpresa quando o mesmo informou que nada daquilo que escreveram recentemente no noticioso juazeirense havia saído da sua boca, ou seja, não dissera nada daquilo que lá publicaram. O que não deixa de ser ainda mais estranho e lamentável. A partir daí surgiu até a notícias acerca de uma possível exumação.
Grande cruzeiro da capela
Mas, convenhamos, cai por terra qualquer insinuação que não seja o da verdade, isto é, o que foi publicado anteriormente pela Revista Aurora e agora referendado pelo casal permanece de pé. Nenhum fato, por menor que o seja, aponta para a versão sobre a possibilidade dos restos mortais da beata Maria do Araújo estarem ali na cova de Cotinha.  
Uma pena que alguém possa querer mesmo após tantos anos  desvirtuar a verdade sobre um assunto tão sério como este. 
Que deixem a jovem Cotinha continuar descansando em  sua morada de paz. Ela, que inclusive em vida sofrera tanto.
.......................
* Prof. José Cícero
Secretário de Cultura e Turismo
Aurora - CE.
fotos: RA: Jean Charles -Jc
LEIA MAIS EM:
e no Orkut e  Facebook.

Rezador da zona rural de Milagres começa a fazer história com as recentes notícias de curas e graças alcançadas

Rezador - Seu Antonio no interior do seu santuário no sítio Taboquinha




O autor com  Seu Antonio no interior da capelinha após a prece

O rezador Seu Antonio. É assim que todos se referem toda vez  que o assunto vem à baila; quer seja em família ou nas tradicionais rodas de conversas a se espalharem pelas ruas. De modo que ir ao tal rezador ao que parece está virando uma rotina, não somente em Aurora, mas por toda a região. Basta ver a quantidade e a origem das pessoas que todos os dias comparecem a residência do Seu Antonio localizada na zona rural de Milagres-CE, mas precisamente no sítio Tabóca(Taboquinha) bem às margens da BR-116 entre a cidade e o posto Papai Noel. 
Um casa simples à frente alpendrada, defronte da qual  um aprazível pé de Juá que também dá sombra aos peregrinos que ali acorrem. Contígua a mesma, uma modesta capelinha dedica à 'sagrada família'  mandada construir por ele próprio, a fim de realizar seus trabalhos espirituais e religiosos. No pátio de chão batido, além do Joazeiro um pé Jucás em flor, duas espécies edêmicas do bioma do sertão em meio das quais alguns oratórios consagrados a vários santos, além de Jesus Cristo, padre Cícero e Frei Damião. Símbolos fortes do sagrado que há muito compõem o longo corolário do imaginário coletivo do povo sertanejo(ver fotos acima).
De quando em vez, verdadeiras caravanas de pessoas das mais diferentes crenças religiosas ou até sem religião como Eu,  quase todos os dias visitam aquele lugar. Algumas vindo de longe de estados vizinhos e até da capital cearense. Todos com uma esperança em comum, ou seja,  a busca de alívio para suas dores e sofrimentos, além de cura para  as mais diversas enfermidades, tanto do corpo quanto da alma e do espírito. 
Malgrado o exagero, há inclusive, quem o compare ao próprio Chico Xavier - o maior espírita da América latina. 
Nos chamados dias de picos, geralmente nas sextas-feiras e sábados, o espaço do local se parece exíguo  para toda gente e a grande quantidade de automóveis de passeio, motocicletas, ônibus e topics que transportam os visitantes. A visitação contudo, é contínua, segundo dizem acontece pela semana toda.
Movido, a priori pela curiosidade, resolvi ir junto com um grupo de pessoas de Aurora na última quinta-feira. Tivemos sorte, segundo elas, posto que além dos aurorenses,  num total de 20, somente um empresário de Missão Velha já estava lá. Aproveitei para conversar com transeuntes e moradores das imediações, como igualmente, com as pessoas de Aurora quase todas antigos frequentadores  do místico rezador milagrense.
Agricultor J. Serafim Gomes
Todos os que consegui conversar têm uma história parecida de cura alcançada e/ou em processo de aliviamento das suas agruras e de outros problemas pessoais. A exemplo do agricultor José Serafim Gomes 78 anos, morador do bairro Araçá(foto ao lado) que conforme me explicou, ficou curado de um problema sério de coluna."Sofri muito. Teve dias que eu não conseguia nem andar de tanta dor e a minha coluna entortava todo o meu corpo. Hoje eu já estou até trabalhando no roçado. Estou bem, graças a Deus e a seu Antonio", enfatizou.
O mais interessante. Com todo este trabalho cansativo de atender cada pessoa individualmente em dias que chegam a entrar pela noite, o rezado do sítio Taboquinha não cobra nada por isso. 
De sorriso fácil e semblante alegre beirando os 60 anos, Seu Antonio me pareceu um verdadeiro gentmam. Alguém cuja áurea é do bem e que nos inspira a mais absoluta confiança. A sua presença tem, por assim dizer, uma sensação de paz interior.
Tudo o que ele faz, segundo diz, é  rogar a Deus, Jesus e aos santos e santas o necessário alívio e cura para as dores, doenças e diminuir o sofrimento de todos quantos lhe procura. Mas para tanto, "é preciso ter fé", ressalta ele. Trajando um jaleco impecavelmente  branco, bem ao estilo dos médicos e enfermeiros, Seu Antonio me recebeu no interior da capelinha com um sorriso tímido e sincero estampado no rosto. Apertou minha mão dando as boas-vindas em nome de Jesus. Perguntou meu nome, qual minha profissão e o que eu estava sentindo... 
Em seguida, após me entregar um rosário de contas diante do altar dos santos, pôs a mão sobre minha cabeça e fez uma oração/prece quase inaudível. No final, que não durou mais que 10 minutos me desejou boa sorte e disse - 'Que Jesus Cristo esteja contigo!'. Em seguida até se permitiu posar ao meu lado para uma fotografia  diante do seu "santuário"(foto acima). Confesso que, num claro insight passei a ser mais um admirador daquele homem, cuja modesta e simplicidade me tocaram o mais profundamente possível ante a sua missão terrena.
Contudo, penso sinceramente que o trabalho daquele homem simples é importante no contexto de um mundo cada vez mais atribulado pelas mazelas da vida e as contradições de um mundo competitivo e desigual. De tal modo que, seu ofício é fundamental no sentido de instigar a esperança, a tolerância e, sobretudo, a fé de tantos que muitas vezes não têm mais nenhum motivo sequer para sonhar ou mesmo acreditar no invisível. 
E, se é  realmente verdade que a fé consegue mover montanhas. A força das rezas, preces e orações entabuladas pelo rezador Seu Antonio, independente de sua cura, hão de produzir boas energias, fé, otimismo e refrigero na alma de todos os que efetivamente o procuram. E que, acima de tudo acreditam numa graça possível. E por que não? Então, por que tudo isso  não haveria de ser importante?
.........................
(*) Por: José Cícero
Secretário de Cultura
Aurora - CE.
..................
fotos:Jc
LEIA MAIS EM:
e no Orkut e  Facebook.