quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Extra, extra, extra! AURORA sediará mais um CARIRI CANGAÇO

Vem aí o Cariri Cangaço 2013 !

Mesa de abertura do Cariri Cangaço 2011 - Seminário de AURORA-CE.

Foi dada a largada para o Cariri Cangaço 2013. O evento que se configura como o maior de todo o Brasil envolvendo a temática do cangaço, reunirá um número jamais visto de estudiosos, pesquisadores, escritores, historiadores, dentre muitos outros profissionais interessados neste que é, um dos fenômenos  mais intrigantes da história do nordeste; segundo o assessor de mídias digitais e marketing do Cariri Cangaço, jornalista Heldemar Garcia, o número de presenças no evento em 2013 “deve chegar de 150 a 170  personalidades de todo o Brasil, pessoas envolvidas no universo da pesquisa do cangaço, um numero realmente surpreendente e nunca visto em nada parecido no país inteiro, é sensacional”. 

Para o Curador do Cariri Cangaço, Manoel Severo esse número “reflete a credibilidade alcançada pelo evento em todo o Brasil e também fora do país, pois estaremos recebendo pesquisadores do exterior esse ano, graças ao trabalho dedicado de uma grande equipe, primeiro das cidades anfitriãs de nosso Cariri e também do apoio das Organizações envolvidas”. O certo é que mais uma vez o cariri cearense estará recebendo visitantes de todo o país e que durante 6 dias estarão em nossa região, além de participando do Cariri Cangaço, conhecendo o que de melhor temos e fazemos, gerando riqueza e consolidando também o Turismo de Conhecimento.

O Cariri Cangaço acontece nos dias 17 a 22 de setembro de 2013 e terá como palco as cidades de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Aurora, Barro e Porteiras; para o Vice-Presidente do GECC, Grupo de Estudos do Cangaço do Ceará, pesquisador Bosco André, “um ponto importante do Cariri Cangaço é perceber o grande trabalho de integração entre todos os municípios, hoje  são  sete  cidades e já temos Lavras da Mangabeira e Brejo Santo ensaiando uma participação. Acho que nenhum outro Projeto tem essa capilaridade e esse nível de trabalho em conjunto em nosso cariri”. 

Todo o trabalho de construção e formatação do evento, a programação, as conferências, os convidados, as visitas técnicas, os debates e todas as novidades do Cariri Cangaço, vc acompanha aqui, através deste  Cariricaturas ou visitando: 
....................................

www.cariricangaco.com

Cariri Cangaço - Redação

LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
WWW.prosaeversojc.blogspot.com
WWW.blogdaaurorajc.blogspot.com
WWW.cariridefato.com.br
Fonte: http://cariricaturas.blogspot.com.br/2013/01/vem-ai-o-cariri-cangaco-2013.htm
* Veja mais fotos no FACEBOOK

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Informes SECULT-Aurora: Jornalismo Cultural...

Missão Velha: Foi dada a largada para o IV Cariri Cangaço 2013

Dr. P. Luiz, B. André, M.Severo, C.Cagece(pres. da Câmara), Ver.Rodrigo Roberto, JC e S. Neto

 
Dr. Niltinho(Sec. de Saúde), B.André, Dr. tardyne(prefeito), S.Neto e J.Cícero
Sousa Neto, Bosco André, Manoel Severo, Cláudia Maria e Dr. Pedro Luiz
No casarão centenário no sítio Cafundó a caminho da Gameleira
No sítio Arraial de Missão Velha anfitrião Bosco André
Na secretaria de Cultura de Missão Velha
reunião na secretaria da Câmara de Vereadores de M. Velha
Com o vigário de Jamacaru ao lado da igreja do distrito
No distrito de Gameleira do Pau sob a sombra da árvore centenária do lugar
Visão panorâmica da mata na Gameleira do pau
Velho casarão dos italianos no distrito de Jamacaru(azuleijos portugueses)

Na casa paroquial: Manoel Severo, Cláudia e Dr. Pedro Luiz

Curador do Cariri Cangaço se reúne em Missão Velha com  secretários de Cultura dos primeiros municípios que sediarão edição 2013 do evento

Neste final de semana foi dada a largada oficial para mais um Cariri Cangaço edição 2013. Com este objetivo o curador do evento Manoel Severo Barbosa acompanhado do Dr. Pedro Luiz(Crato) paricipou neste último sábado(26) de reunião na câmara de vereadores de Missão Velha  onde estiveram presentes alguns dos representantes  dos municípios que mais uma vez este ano,   deverão sediar   os seminários temáticos municipais. 
Comparceram ao encontro o memórialista Bosco André - anfitrião do acontecimento; o secretário de cultura  de Missão Velha George Camelo; o secretário de cultura de Aurora professor José Cícero e sua espora Cláudia Maria, bem como o secretário de cultura do Barro Sousa Neto. Cumpre destacar que durante o encontro Manoel Severo recebeu das mãos de Bosco André - secretário da casa, o certificado oficial dando conta do título de cidadão missãovelhense concedido ano passado ao curador do CC. Na mesma ocasião os representantes do CC também mantiveram contato com o prefeito Tardyne Pinheiro e o presidente do legislativo local Cícero Cagece(fotos).
Logo após a reunião  no anexo do legislativo, a equipe  se dirigiu até a sede da secretaria de Cultura localizada no centro da cidade, onde os conselheiro do CC foram recebidos pelo chefe da pasta George Camelo. Lá foram discutidas as principais propostas com vistas a mais uma participação daquele município. Ficando acordado, por exemplo, a pedido do próprio prefeito, que o seminário de Misão Velha fosse realizado no distrito de Jamacaru - histórico habitat do não menos famoso coronel Santana da Serra do Mato - onde Lampião com todo o seu bando por muitas vezes esteve acoitado quando da sua passagem para o Cariri.
Saindo da secretaria, todos participaram de um saboroso almoço a la culinária sertaneja  oferecido pelo entusiasta do cangaço Bosco André no sítio Arraial.  Em seguida,  a equipe se dirigiu até o aprazível distrito de Jamacaru para checar in loco a estrutura do ambiente que deverá receber o histórico evento. 

Em Jamacaru ciceroneados pelo secretário George e Bosco André, todos visitaram o centenário sobrado dos pioneiros italianos, assim como a casa paroquial onde  foram recebidos pelo padre Idemar, vigário local.
Do Jamacaru os pesquisadores do cangaço ainda foram até o distrito de Gameleira do Pau, metade do caminho para a Serra do Mato; ocasião em que puderam conteplar de perto a grande beleza da vista do Araripe, assim como toda a abundância  da flora e da fauna  daquela região e, em particular, a bela árvore centenária de trezentos anos - Uma famosa Gameleira, espécie edêmica  daqueles rincões, e que não por acaso deu nome ao lugar.
O Cariri Cangaço:
Previsto para acontecer em meados do mês de setembro/2013 o Cariri Cangaço, é atualmente um dos mais importantes e renomados eventos culturais(senão o maior) já realizado nesta parte do Nordeste e, seguramente, o mais respeitado e conceituado do Cariri. Em parte, pelo alto nível de sua organização, depois pela magnitude dos temas que são abordados e debatidos em todas as suas edições já realizadas, num total de três. Além da sua imensa capacidade de mobilização sociocultural, bem como da grande gama de estudiosos, pesquisadores, escritores e intelectuais dos mais diversos matizes que todos os anos acorrem ao evento. O que segundo o seu próprio curador, a previsão para este ano é de que próximo de 180 pesquisadores tomem parte diretamente das discussões e dos  debates oferecidos pelo evento, se espalhando assim desde o eixo Crajubar para os demais municípios da região.  
O mesmo está previsto, até agora,  para contemplar mais de oito municípios caririrenses, além das sessões de pré-lançamentos a ser realizadas em cidades da PB, RN, SE, PE e, inclusive na capital cearense.. 
"O Cariri Cangaço é um verdadeiro fomentador da cultura de raiz nordestina, assim como uma provocação necessária para que possamos resgatar, difundir e conhecer um pouco mais da nossa própria história. De modo que não há como não abraçarmos esta causa nobre. Razão pela qual é fundamental que outras instituições, notadamente de ensino, quer sejam públicas ou privadas adiram a este acontecimento", disse o secretário de cultura de Aurora.
......................................
......................................
Da Readção do Blog de Aurora e do site  Cariri de fato
Foros JC/Cláudia Maria
LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
WWW.prosaeversojc.blogspot.com
WWW.blogdaaurorajc.blogspot.com
* Veja mais fotos no FACEBOOK
.................................................................................

Secretário de Cultura e Turismo defende tombamento ecológico da nascente: "Olho d'água de seu Vinô"

Sec. José Cícero Com Dr. Tarciso, Filho e Maciel na sede da Secult
Reunião acerca da viabilização do projeto de tombamento ecológico
JC explica a proposta aos presentes na sede da Secult-Aurora
Filhos ilustres de Aurora: Prof. Tarciso Leite, Tarciso Filho e Sebastião Maciel
No início da semana passada o secretário de Cultura e Turismo do município professor José Cícero recebeu na sede da Seculte-Aurora o Dr. Tarciso Leite, que na ocasião se fez acompanhar do seu filho Tarciso Leite Filho e do diretor da AFA Sebastião Maciel(Bastim). 
Na pauta, o interesse da pasta naquele que seria o primeiro tombamento ecológico de Aurora e região. Ou eja, da pequena nascente, popularmente conhecida no passado como o "olho d'água de Seu Vinô" que está situada na propriedade da família já nos limites urbanos mais precisamente no bairro Araçá, de quebra o mais habitdo da cidade. Ainda nas proximidades da antiga residência do patriarca um pouco acima do pequeno açude ainda hoje existente no local.
Anos atrás, o "olho d'água de seu Vinô Leite" foi tema para a reportagem especial na edição de lançamento da Revista Aurora, oportunidade em que José Cícero, editor do informativo, além de resgatar o histórico de importância do manancial, também levantou o debate acerca da necessidade urgente de preservação da nascente. 
Além disso, a matéria também teve o caráter de denúncia, em face do abandono e do alto nível de degradação que pesava sobre a nascente do Araçá. Situação que, segundo ele, ainda hoje  permanece impondo grande  risco ao olho d'água um dos últimos ainda existentes não apenas nas proximidades da cidade, mas inclusive em todo  os quadrantes de Aurora.
Diante da viabilidade da liberação da pequena área onde a nascente está localizada, a ideia é tombar oficialmente o local como um patrimônico ambiental de valor histórico, cultural e ecológico. Em seguida, a pequena área seria isolada e ganharia uma estrutura mínima no sentido de ser transfromada em mais um instrumento de visitação fomentando assim o projeto relaciondo o desenvolvimnto do turismo ecológico defendido pela Secult a partir do rio Salgado, açude Cachoeira dentre outros, disse.
Após a realização do Aurora Folia ( carnaval de rua) o secretário ressaltou que irá retomar os contatos com o Dr. Tarciso Leite e o seu filho no sentido de viabilizar o quanto antes tal proposta. Visto que os proprietários ficaram de dá um posição sobre o assunto.
"Malgrado a imensa necessidade de preservação ambiental, temos uma imensa dívida de gratidão com esta nascente, posto que no passado foi ela quem deu de beber a parte consierável da nossa população, sobetudo os moradores do bairro Araçá", enfatizou jc.
.....................
Confira outra reportagem sobre o tema em: http://jcaurora.blogspot.com.br/2009/06/meio-ambiente-como-por-milagre-antigo.html
................................
Da Redação(jc) do Blog de Aurora e do site Cariri de Fato
Fotos: Seculte-Aurora

LEIA MAIS EM:





www.seculteaurora.blogspot.com
,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Capelinha da Ingazeiras: Um pedaço da história a nos pedir socorro - Por José Cícero


Neste último domingo(20) resolvi andar à esmo. Lembrei-me de um simples monumento que há anos conservei em minha mente todas as vezes que passei por ali.  Resolvi  visitar a antiga capelinha de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro(ou o que ainda resta dela). A mesma está localizada logo  na entrado do distrito de Ingazeiras no município de Aurora.
Fruto de uma promessa alcançada pelo decano dos pereiras do sítio Juiz e do lugar - o Sr. Severino Pereira, tendo sido edificada inicialmente no distante ano de 1928. Depois reconstruida em 1966 pelos seus descendentes. A simplória capelinha por todos estes anos tem sido, por assim dizer,  um verdadeiro marco visual a compor a paisagem quase agreste do belo distrito. Agora, contudo, encontra-se totalmente abandonada não somente pelos que restam da família que, por anos a fio tiveram o trabalho de cuidá-la, como igualmete pelos moradores do lugar. 
De modo que hoje, dado o seu estágio de  desprezo quase nada mais resta daquilo que ela foi um dia; a não ser as velhas paredes de tijolos queimados e rebocadas de barro cru. Sem portas e sem telhado o mato começa a tomar conta dos seus espaços. O que  com a chuva e com o sol o pequeno altar e o rústico oratório dos santos  não resistiram e desmoronaram ante a ação do intemperismo. Fragmentos de antigas imagens sacras e ex-votos encontram-se espalhados pelo chão.  A visão agora é do mais completo abandono. Algo que nos dói na própria alma.
Apenas as paredes externas e a alta calçada do seu entorno  ainda teimam em resistir ao fantasma do tempo e ao  abandono total, assim como a evidente e indisfarçável indiferença  humana.  A sensação é de que, quase ninguém por ali a enxerga. Uma pena das mais lamentáveis. Porque a capelinha representa um pedaço importante da história daquele lugar.
Olhar o absoluto estado de abandono porque passa a capelinha daquele distrito num calmo e sonolento dia  de domingo foi para mim, como se observássemos a luta ferrenha e imaginária do profano  e do sagrado no coliseu dos nossos próprios olhos saturados de fumaça e de tragédias.
Uma vez dentro dela fiz minha oração pessoal. Pedi a Deus e a todos os santos espedaçados pelo chão que iluminassem a consciência dos homens no sentido de que salvassem aquela bela e adorável capelinha.
Em nome da história e da memória contra o esquecimento, temos que unir forças no sentido de sorguer(e preservar) o quanto antes a bela, memorável e aprazível capelina, agora solitária, mas calma, modesta e valente como quem a nos pedir clemência e socorro às portas do distrito não menos adorável de Ingazeiras. Há que presevá-la na perspectiva de que possamos  num esforço coletivo garanti-la sã e salva às novas gerações...
............................
Prof. José Cícero
Secretário de Cultura, Turismo e Esporte
Aurora - CE.
Foros JC/C.Costa
LEIA MAIS EM:
WWW.afaurora.blogspot.com
WWW.prosaeversojc.blogspot.com


* Veja mais fotos no FACEBOOK 
....................................................................................................................

Colégio Monsenhor não terá seu horário noturno este ano

Diretora Edvânia Tavares fala aos presentes
Professor José Cícero no momento da sua fala

Pais e mães de alunos presentes
Na última segunda-feira(14) a escola Monsenhor Vicente Bezerra do bairro Araçá - o mais antigo educandário de Aurora com mais de 80 anos de existência, reuniu seu núcleo gestor, professores e pais de alunos para anunciar o não-funcionamento este ano do horário noturno. Na oportunidade estiveram presentes duas representantes do Crede-20 da cidade de  Brejo Santo.
A notícias além de pegar de surpresa toda a comunidade e o segmento estudantil, também não agradou os pais de alunos e, tampouco os professores da referida escola. Agora os estudantes, conforme a orientação do Crede, tanto da zona rural quanto do bairro Araçá onde o estabelecimento está  localizado deverão ser matriculados no colégio estadual José Pinto Quezado na vila Paulo Gonçalves, do outro lado da cidade numa distância bastante considerável.
Durante as discussões o secretário de cultura do município José Cícero, também morador do bairo e que por anos lecionou no colégio Monsenhor protestou contra a decisão que, para ele, veio de cima para baixo e não leva em conta os interesses da população mais p´roxima da escola". O colégio monsenhor é um dos nossos mais antigos estbelecimentos de ensino não apenas de Aurora, mas de toda a região do Cariri Oriental. Portanto, com um invejável  retrospecto de renome e tradição na educação aurorense. Um dos nossos maiores patrimônios. Não merecia este tipo de tratamento, posto que há outros aspectos a serem considerados, tais como ainda o seu valor afetivo, histórico, humanista e social", disse. 
Os pais de alunos, notadamente do bairro Araçá também fizeram questão de mostrar contrariedade contra tal decisão."Não tenhamos nenhuma ilusão, o fechamento do horário da noite é apenas uma medida, cuja intenção principal é fechar esta escola quem sabe já no próximo ano. Temos que tomar nas mãos a defesa em um movimento para a permanência desta escola", disse o professor José Cícero. No encerramento outros professores do Monsenhor também fizerm uso da palavra, além da atual diretora professora Edvânia Tavares e as representantes do Crede-20, diretores da escola Técnica, bem como os pais de alunos presentes ao encontro.
..........................
Da Redação
Leia mais em:
www.cariridefato.com.br
www.jcaurora.blogspot.com
........................................................